A FAMÍLIA DOS GRANDES SERRA DA ESTRELA

A trindade Vale da Estrela é um convite à celebração da vida e à partilha entre amigos e família.

QUEIJO SERRA
DA ESTRELA DOP

800 g e 500 g


Crosta bem formada, inteira, de cor amarelo palha claro, uniforme. Pasta bem ligada, fechada ou com alguns olhos, medianamente amanteigada; cor branco-marfim uniforme. Bouquet suave, limpo, ligeiramente acidulado.

Este é o clássico Serra da Estrela, que deve ser servido após umas boas horas fora do frio, cortado à fatia e acompanhado por bom pão ou tosta fina.

QUEIJO SERRA
DA ESTRELA VELHO DOP

800 g

Crosta lisa, bem formada, uniforme, cor amarelo pálido com poucas ou nenhumas manchas ou corada com colorau e azeite virgem.

Pasta com consistência ligeiramente quebradiça e untuosa; fechada com poucos ou nenhuns olhos; cor alaranjado/acastanhado, com a coloração a desenvolver-se da periferia para o centro. Sabor forte ou ligeiramente forte, limpo, levemente picante/salgado; aroma agradável e persistente.

Um queijo que nasceu Serra da Estrela DOP, mas que foi acarinhado com uma cura prolongada mínima de 120 dias. Pode ser saboreado simples, fatiado o mais fino possível, e acompanhado por bom pão de centeio ou broa de milho.

REQUEIJÃO SERRA
DA ESTRELA DOP

200 g

Obtido pelo dessoramento da coalhada que resulta da produção do queijo Serra da Estrela DOP, é deliciosamente tenro, de massa cremosa, branca, ligeiramente granulosa, macia e que se funde delicadamente na boca.

Deve conservar-se no frigorífico e servir-se fresco, com pão, crackers ou tostas. Na companhia de uma boa compota, é um clássico das sobremesas beirãs.

DA ARTE DE BEM SERVIR AOS PRECEITOS DE BEM GUARDAR

Do pequeno-almoço ao mais sofisticado dos jantares, o queijo Serra da Estrela tem sempre lugar. Tradicionalmente, serve-se no final da refeição, mas aparece cada vez mais como aperitivo.

Dependendo da ocasião, poderá acompanhar-se com um bom vinho tinto, branco, rosé, espumante ou vinho do Porto.

O pão não pode, naturalmente, faltar. Mas há quem não dispense umas finas crackers ou tostas. Uma boa compota caseira ou marmelada fina são igualmente bem-vindas.

Para que a textura e o aroma estejam no seu melhor, e caso esteja muito calor, recomenda-se a conservação no frigorífico, sendo necessário retirá-lo 2/3 horas antes de servir.

Manutenção e conservação no dia a dia

Idealmente, guarde o queijo num local fresco e arejado e vire-o com frequência. Se surgirem alguns sinais na casca, limpe-a com um pano humedecido com água ou com azeite. Quando o tempo está muito quente, pode manter o queijo no frigorífico, envolvido em folha de alumínio.

Caso pretenda congelar, adote as seguintes regras:

1.º Coloque o queijo no frigorífico.
2.º No dia seguinte, corte-o em partes ou congele-o inteiro.
3.º Descongele-o à medida do seu apetite e necessidade.